Últimas Publicações / Wilsinho Capeta e Alex Santos, pai e filho, amigos do Museu Esportivo de Maringá

Wilsinho Capeta, lateral-direito do Grêmio de Esportes Maringá nos anos 70, fez parte do elenco campeão paranaense de 1977, pai do Alessandro Santos, o Alex Santos. Pai e filho já estiveram no Museu Esportivo de Maringá em várias oportunidades. Alex doou uma camisa autografada da seleção japonesa e um quadro com foto e autógrafo. Wilsinho esteve no MEM junto com o filho e acompanhando professores e alunos do Instituto Alex Santos, entidade criada e administrada por Alex. Agora Alex tem mais um desafio na sua vida profissional ligada ao esporte.

É o clube Aruko Sports Brasil – clube empresa – que tem em Alex Santos um de seus idealizadores. De acordo com o site do clube fundado em 18 de dezembro de 2020, o Aruko chega em Maringá com o desafio de formar jovens atletas por meio do futebol, com foco no desenvolvimento integral do indivíduo e na sua capacidade plena de evolução contínua. “Atuaremos nessa temporada, nas categorias de base SUB-15, SUB-17, SUB-19 e entre os PROFISSIONAIS, disputaremos a terceira divisão do futebol paranaense. Juntos com os amantes do futebol da região, queremos ser um orgulho para Maringá, assim com a trajetória do maringaense que disputou duas Copas do Mundo pelo Japão e lá mostrou valores imprescindíveis para o sucesso em qualquer carreira, humildade, simplicidade e liderança.”  

 

Conheça a história de Alex. Informações do wikipédia

Início no Japão

Nasceu em Maringá, atuou nas categorias de base do Grêmio de Esportes Maringá, e se mudou para o Japão em 1994 com dezesseis anos. Matriculou-se na Meitoku Gijuku High School, em Kochi e jogou futebol no time da escola. Depois de se graduar, se juntou ao Shimizu S-Pulse da J-League em 1997. Em 1999 recebeu o troféu do melhor jogador da J-League.

Urawa

Em janeiro de 2004 ,deixou o Shimizu S-Pulse para jogar no Urawa Red Diamonds.

Salzburg

Em janeiro de 2007 Alex foi emprestado ao Red Bull Salzburg.[1]

Volta ao Urawa

Voltou para o Urawa em janeiro de 2008. Teve um grave ferimento num jogo de teste e tinha apenas uma aparição nesta temporada.

Nagoya Grampus

Em julho de 2009 ele concordou em ir jogar no Nagoya Grampus.[2]

Maringá

Voltou para o Brasil, em 2015, para atuar pelo time de sua cidade natal, o Maringá. Ao final da disputa do Campeonato Paranaense - Série A, disputou o Campeonato Paranaense - Série C pelo Grêmio Maringá.

PSTC

Foi contratado pelo PSTC no início de 2016 para defender o clube no Campeonato Paranaense.

Seleção

Em 2001, obteve a cidadania japonesa. Sua primeira aparição com a seleção japonesa foi em 21 de março de 2002 contra a Ucrânia, e fez parte da seleção de Philippe Troussier para a Copa do Mundo 2002.

Também fez parte da seleção japonesa de Zico para a Copa do Mundo de 2006, sua última competição pela seleção japonesa.

Títulos

Prêmios

Futebolista do Ano no Japão: 1999

J. League Melhor Onze: 1999

Títulos

Shimizu S-Pulse

Recopa da AFC: 1999

Copa do Imperador: 2002

Supercopa do Japão: 2002

Urawa Red Diamonds

J. League: 2006

Copa do Imperador: 2005 e 2006

Supercopa do Japão: 2006

Red Bull Salzburg

Bundesliga Austríaca: 2006-07

Seleção Japonesa

Copa da Ásia2004

Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Enviar Comentário


Outras Publicações

Nelson Conchon doa camisas, faixas e fotografias da década de 1980

Relíquias que contam a história do time da Peixaria Lagomar e da Retificadora Yokoyama foram entregues ao diretor do MEM, Antonio Roberto de Paula, com a presença do parceiro do Museu Esportivo, José Jaime Silvestre.

No dia 1º de fevereiro de 2020, o amigo Nelson Conchon, canhoto raçudo e habilidoso do futebol amador de Maringá nos anos 1970, 80 e 90 esteve no Museu Esportivo para doar camisas da equipe da Peixaria Lagomar e faixas de c

Equipe de veteranos do Museu Esportivo de Maringá fez amistoso em Bonsucesso, Várzea Grande, Mato Grosso, dia 1º de novembro de 2020

Jogando amistosamente, em Várzea Grande-MT, a equipe veterana do Museu Esportivo de Maringá empatou com o time do Bonsucesso, do distrito do mesmo nome daquela cidade. A partida, realizada no estádio estádio Cândido Jordão de Magalhães, foi organizada pelo amigo-colaborador do MEM, professor Gabriel Kara Neto, que possui um chácara em Bonsucesso.
Os donos da casa inauguraram o marcador e ampliaram ainda na primeira etapa. Com

Vendedores de convites para a festa do MEM-LFSM se reuniram no Museu Esportivo

Na noite da última terça-feira (27/08/19), amigos-colaboradores foram ao Museu Esportivo de Maringá buscar os convites da festa que o MEM e a Liga de Futsal de Maringá realizarão na Associação Banestado no próximo dia 12 de setembro. Esses amigos estão vendendo os convites deste nosso segundo evento a R$ 25 reais, que terá o arroz carreteiro como prato principal.
Nesse encontro de terça-feira, o amigo do Museu

Jorginho, craque do futsal, doa ao MEM quadros de fotografias antigas e revistas do Country Club de Maringá

Jorginho, craque do futsal, doa ao MEM quadros de fotografias antigas e revistas do Country Club de Maringá

Jorge inocente Soriano, o Jorginho, foi um dos melhores jogadores do futsal maringaense nos anos 1970 e 1980. Goleador de grande técnica, foi presença constante nos selecionados da cidade e nas principais equipes formadas ao longo daqueles anos.  Seu excelente desempenho nas quadras fez com que ficasse conhecido em todo o estado, o que o levou a ser c

 Rua Pioneiro Domingos Salgueiro, 1415- sobreloja - Maringá - Paraná - Brasil

 (44) 99156-1957

Museu Esportivo © 2016 Todos os diretos reservados

Logo Ingá Digital