Últimas Publicações / Detalhes até então desconhecidos de um amistoso entre Itália e Brasil no San Siro, 1963

Nosso amigo do Museu Esportivo de Maringá, o advogado Reginaldo Aracheski, criador do Memorial do Futebol da Lapa, cidade paranaense histórica, fundada em 13 de junho de 1769, conta a Antonio Roberto de Paula detalhes de um amistoso realizado na Itália, em 1963, entre a seleção daquele país e a brasileira: 

'O primeiro, à direita, na foto é Angelo Benedetto Sormani, meu amigo que mora em Roma. Nesse amistoso, em 12 de maio de 1963, no estádio San Siro, em Mil?o, o Brasil perdeu para a Itália por 3 a 0 e Sormani fez um dos gols em Gylmar, sendo que Mazola e Bulgarelli completaram o marcador. Além de vários detalhes, ele contou-me que após o jogo foi até os vestiários cumprimentar os seus ex-companheiros  do Santos Futebol Clube, quando foi barrado na entrada pelo ent?o chefe da delegaç?o Paulo Machado de Carvalho, que o chamou de despatriótico, em raz?o do gol marcado. Esse é um fato que, acredito, n?o foi veiculado pela mídia brasileira. Essa história que narrei me foi contada em várias oportunidades pelo Sormani. Eu o conheço há dez anos e nossos papos duram às vezes até 5 horas. Como ela é verídica você pode registrar sim. E te conto mais:  ele me disse que o Rivera, que jogava também no Milan e era  um dos astros da seleção italiana, chutava muito e a meia altura. Como o Sormani conhecia o Gylmar de jogos aqui no Brasil, sabia que ele costumava defender esse tipo de bola em dois tempos. Então, combinaram para quando o Rivera armasse a estilingada o Sormani sair junto.  Em uma dessas jogadas, quando a bola quicou após a primeira defesa e saiu um pouco do controle do Gylmar, ele aproveitou e meteu para dentro. Na foto, atrás do Pelé, o zagueiro Eduardo, que na época atuava no Corinthians. Mais atrás, Lima, Dias, Pepe e Dorval. Naquele amistoso, a seleção brasileira jogou com sete jogadores do Santos.' (Reginaldo Aracheski)

Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Enviar Comentário


Outras Publicações

Mário Valdovino

Parabéns ao esportista maringaense e corintiano Mário Valdovino, que recentemente completou 92 anos. O senhor Mário, que foi atleta e treinador, é pai do nosso amigo e colaborador do Museu Esportivo, Jair Valdovino, e avô da Roberta Valdovino, também nossa amiga no ME. 

Roberto Macoto, técnico do primeiro título de Maringá no futsal dos JAP´s, doa medalhas ao MEM

Roberto Macoto, técnico do primeiro título de Maringá no futsal dos JAP´s, doa medalhas ao MEM

Maringá sempre formava grandes times de futsal para as disputas dos Jogos Abertos do Paraná, mas o título só foi obtido em 1989, na 32ª edição dos JAP´s realizados em Pato Branco, tendo Roberto Macoto como técnico da equipe que tinha os jogadores Robson, Biro, Edson Alexandrino, Amorim, Serraria, Nelito,

"Meu Campinho", que será inaugurado hoje, se chamará "Custódio Jacaré"


Um grupo de veteranos, amigos do Museu Esportivo, participa hoje (19), às 19 horas, da inauguração oficial do "Meu Campinho", localizado na avenida Joaquim Duarte Moleirinho esquina com rua Marino Pauliqui, Jardim Cidade Monções. Este "Meu Campinho" será denominado "Custódio André Neto - Jacaré", proposição dos vereadores Mário Verri e William Gentil. Uma justa homenagem a

Diretores do Museu Esportivo de Maringá visitam estátua de Bellini em Itapira-SP

Os diretores do Museu Esportivo de Maringá, Antonio Roberto de Paula e Simone Labegalini, estiveram no dia 2 de novembro na cidade paulista de Itapira conhecendo a estátua de Hideraldo Luís Bellini (1930-2014), capitão da seleção brasileira na Copa de 1958. O monumento, do escultor Clóvis Yamin, numa das entradas da cidade, na rua Armando Salles de Oliveira, é uma homenagem ao ilustre filho da terra, o primeiro capitão da sele&cce

“Quilômetros de papel e rios de tinta imprimem o futebol ao longo dos anos, atravessando gerações. Na era digital, as Imagens avançam pelos céus, rompem todas as fronteiras. As vozes do amor ao futebol ecoam pelo grande campo que é o mundo. Agora, em algum lugar, alguém chuta uma bola. A paixão mais documentada da história não para. O jogo nunca termina.”

(Antonio Roberto de Paula)

 Rua Pioneiro Domingos Salgueiro, 1415- sobreloja

 (44) 3029-9674

Museu Esportivo © 2016 Todos os diretos reservados

Logo Ingá Digital