Últimas Publicações / Gabriel Kara Neto doa três telas do artista plástico Violin ao Museu Esportivo homenageando os saudosos Abujanra, Custódio e Maurício Gonçalves

No dia 16 de julho de 2021, as famílias de Sérgio Abujanra, Custódio André Neto e Maurício Gonçalves estiveram no Museu Esportivo de Maringá para participarem de homenagens póstumas carregadas de emoção. Neste dia, os familiares destes três nomes históricos do esporte maringaense conheceram o trabalho do artista plástico Violin: três telas que foram doadas ao MEM por Gabriel Kara José Neto, grande colaborador e membro atuante do nosso projeto de preservação da memória do esporte.

As telas com as imagens de Abujanra, Custódio e Maurício, fixadas na sala de entrada do MEM, estavam cobertas com tecidos de cetim, que foram retirados pelos familiares durante cada uma das homenagens. Obedecendo os protocolos de segurança, com máscaras e uso de álcool em gel, e a norma sanitária de distanciamento, a primeira homenagem foi para Custódio, o Jacaré, craque do futsal e do futebol amador, grande parceiro do Museu Esportivo, sendo um dos primeiros doadores de peças ao MEM, que nasceu em Maringá em 1º de agosto de 1948 e faleceu em Maringá no dia 12 de maio de 2019.  Estavam presentes, Deyse, esposa de Custódio, e os filhos Adriana e Alisson.

Maurício Gonçalves, goleiro histórico do Grêmio Esportivo Maringá, o maior detentor de títulos do futebol profissional da Cidade Canção, grande parceiro do Museu Esportivo, nascido em Jacarezinho-PR em 28 de fevereiro de 1943 e que faleceu em Maringá no dia 8 de abril de 2021, foi o segundo homenageado. Sua esposa Lourdes e o filho Mauricio Gonçalves Júnior compareceram, acompanhados de Roderley Geraldo de Oliveira, grande amigo de Maurício, que com ele jogou no Grêmio Esportivo Maringá.

O terceiro homenageado foi Sérgio Paulo Abujanra, da Galeria dos Esportes, nome consagrado do basquete, figura marcante do esporte maringaense, que foi secretário municipal nas administrações Adriano Valente (1969-1972) e Silvio Barros (1973-1977), grande parceiro do Museu Esportivo, nascido em Ourinhos-SP em 1º de junho de 1940 e que faleceu em Maringá no dia 13 de janeiro de 2021. Representando a família, estiveram no MEM dois dos filhos: Serginho e Fabiane, que foi com seu marido Cuca Amaral. Amilcar Machado Profeta, amigo de Sérgio Abujanra, também compareceu.

Os convidados foram recepcionados pelos diretores do MEM, Antonio Roberto de Paula e Simone Labegalini e pela equipe de colaboradores. O registro em vídeos e fotos deste dia marcante na história do Museu Esportivo foi feito pelo amigo colaborador Sebastião Sobrinho. O casal Violin e Mazza também estava presente. Gabriel Kara Neto, que reside em Cuiabá-MT, não pôde comparecer devido a atraso do voo para Maringá. 

Antonio Roberto de Paula, que discursou nas três homenagens antes do pronunciamento dos familiares e amigos, fez o resumo do encontro: “Ficamos muito felizes com a homenagem a estes três grandes amigos que muito fizeram pelo esporte e para o MEM. Com o apoio do professor Gabriel Kara José Neto foi possível trazer estas telas para o acervo do Museu Esportivo, verdadeiras obras de arte do artista Violin, muito elogiadas pelos familiares. Todos que ali estiveram se emocionaram, se lembraram com carinho e saudades das figuras queridas que já não estão conosco. Para nós, em particular, eu e a Simone, foi gratificante termos sido a ponte, a ligação, para a realização deste evento que entra na história do Museu Esportivo e da cidade de Maringá.”   

Galeria de Fotos

Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Enviar Comentário


Outras Publicações

Dirceu Herrero Gomes lança o livro "Adelaide Colombari - Semeadora de escolas"

Exemplar da obra doada ao MEM.

O jornalista e escritor Dirceu Herrero Gomes é o autor do livro “Adelaide Colombari – Semeadora de escolas”, publicado esta semana. Grande parceiro e incentivador do Museu Esportivo de Maringá, Herrero doou ao MEM um exemplar da obra que conta a história da professora Adelaide Colombari. A biblioteca do MEM conta com vários títulos de autoria de Dirceu Herrero Gomes. São obras biogr&aacut

Botafogo, 1949 com o cachorro Biriba

1949 - Botafogo com o cachorro Biriba, mascote do clube. 

Biriba o cãozinho da sorte do Botafogo
O Presidente do Botafogo na década de 1940, Carlito Rocha, era completamente apaixonado pelo clube. Numa goleada do Botafogo por 10 a 2 sobre o Madureira, um cachorro preto e branco invadiu o campo, como se estivesse comemorando o 10º gol. Foi o bastante. Carlito não teve dúvida e elegeu o animal como mascote do clube. A partir daí, o c

Uma caneca do Grêmio Maringá de 1999

Nosso amigo esportista Ademir Pinesso doou ao Museu Esportivo de Maringá uma caneca do Grêmio de Esportes Maringá, de 1999. Supervisor do Galo do Norte na década de 1990, Pinesso conta que a relíquia, com o distintivo antigo, do Grêmio Esportivo Maringá, lhe foi presenteada por um empresário do ramo de brindes da cidade paulista de Pedreira e que trata-se de uma peça única. "Na minha casa po

Nossa amiga do Museu Esportivo de Maringá, Rafaela Assis Alavarse, filha de João Alavarse, parceiro do MEM. Em 2016, Rafaela participou do revezamento da Tocha Olímpica, que passou por Maringá no dia 29 de junho.

Para promover a Olimpíada do Rio de Janeiro, a Tocha Olímpica percorreu, durante 95 dias, 329 cidades brasileiras das cinco regiões.

#museuesportivodemaringa #amigosdomuseuesportivo

“Quilômetros de papel e rios de tinta imprimem o futebol ao longo dos anos, atravessando gerações. Na era digital, as Imagens avançam pelos céus, rompem todas as fronteiras. As vozes do amor ao futebol ecoam pelo grande campo que é o mundo. Agora, em algum lugar, alguém chuta uma bola. A paixão mais documentada da história não para. O jogo nunca termina.”

(Antonio Roberto de Paula)

 Rua Pioneiro Domingos Salgueiro, 1415- sobreloja - Maringá - Paraná - Brasil

 (44) 99156-1957

Museu Esportivo © 2016 Todos os diretos reservados

Logo Ingá Digital