Últimas Publicações / Gabriel Kara Neto doa três telas do artista plástico Violin ao Museu Esportivo homenageando os saudosos Abujanra, Custódio e Maurício Gonçalves

No dia 16 de julho de 2021, as famílias de Sérgio Abujanra, Custódio André Neto e Maurício Gonçalves estiveram no Museu Esportivo de Maringá para participarem de homenagens póstumas carregadas de emoção. Neste dia, os familiares destes três nomes históricos do esporte maringaense conheceram o trabalho do artista plástico Violin: três telas que foram doadas ao MEM por Gabriel Kara José Neto, grande colaborador e membro atuante do nosso projeto de preservação da memória do esporte.

As telas com as imagens de Abujanra, Custódio e Maurício, fixadas na sala de entrada do MEM, estavam cobertas com tecidos de cetim, que foram retirados pelos familiares durante cada uma das homenagens. Obedecendo os protocolos de segurança, com máscaras e uso de álcool em gel, e a norma sanitária de distanciamento, a primeira homenagem foi para Custódio, o Jacaré, craque do futsal e do futebol amador, grande parceiro do Museu Esportivo, sendo um dos primeiros doadores de peças ao MEM, que nasceu em Maringá em 1º de agosto de 1948 e faleceu em Maringá no dia 12 de maio de 2019.  Estavam presentes, Deyse, esposa de Custódio, e os filhos Adriana e Alisson.

Maurício Gonçalves, goleiro histórico do Grêmio Esportivo Maringá, o maior detentor de títulos do futebol profissional da Cidade Canção, grande parceiro do Museu Esportivo, nascido em Jacarezinho-PR em 28 de fevereiro de 1943 e que faleceu em Maringá no dia 8 de abril de 2021, foi o segundo homenageado. Sua esposa Lourdes e o filho Mauricio Gonçalves Júnior compareceram, acompanhados de Roderley Geraldo de Oliveira, grande amigo de Maurício, que com ele jogou no Grêmio Esportivo Maringá.

O terceiro homenageado foi Sérgio Paulo Abujanra, da Galeria dos Esportes, nome consagrado do basquete, figura marcante do esporte maringaense, que foi secretário municipal nas administrações Adriano Valente (1969-1972) e Silvio Barros (1973-1977), grande parceiro do Museu Esportivo, nascido em Ourinhos-SP em 1º de junho de 1940 e que faleceu em Maringá no dia 13 de janeiro de 2021. Representando a família, estiveram no MEM dois dos filhos: Serginho e Fabiane, que foi com seu marido Cuca Amaral. Amilcar Machado Profeta, amigo de Sérgio Abujanra, também compareceu.

Os convidados foram recepcionados pelos diretores do MEM, Antonio Roberto de Paula e Simone Labegalini e pela equipe de colaboradores. O registro em vídeos e fotos deste dia marcante na história do Museu Esportivo foi feito pelo amigo colaborador Sebastião Sobrinho. O casal Violin e Mazza também estava presente. Gabriel Kara Neto, que reside em Cuiabá-MT, não pôde comparecer devido a atraso do voo para Maringá. 

Antonio Roberto de Paula, que discursou nas três homenagens antes do pronunciamento dos familiares e amigos, fez o resumo do encontro: “Ficamos muito felizes com a homenagem a estes três grandes amigos que muito fizeram pelo esporte e para o MEM. Com o apoio do professor Gabriel Kara José Neto foi possível trazer estas telas para o acervo do Museu Esportivo, verdadeiras obras de arte do artista Violin, muito elogiadas pelos familiares. Todos que ali estiveram se emocionaram, se lembraram com carinho e saudades das figuras queridas que já não estão conosco. Para nós, em particular, eu e a Simone, foi gratificante termos sido a ponte, a ligação, para a realização deste evento que entra na história do Museu Esportivo e da cidade de Maringá.”   

Galeria de Fotos

Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Enviar Comentário


Outras Publicações

Camisa do goleiro Rafael Cammarota, do Grêmio Maringá, doada ao MEM por Bernardo Alberto Galeli, o Beto da Central Carnes

Relíquia de 40 anos
Fã de Rafael Cammarota, goleiro que atuou no Grêmio de Esportes de 1979 a 1981, Bernardo Alberto Galeli conhecido como Beto da Central Carnes, 53 anos, doou uma camisa do seu ídolo ao Museu Esportivo de Maringá. Goleiro nos seus tempos de garoto, Beto acompanhava os jogos do Grêmio Maringá e os camisas número 1 eram os que lhe chamavam mais atenção. Nomes como Leonel, Luís Andrade, Luí

MEM tem o vídeo de 1991 da luta de Maguila em Maringá

Transmissão do SBT, narração de Ivo Morganti, comentários de Roberto Cabrini e reportagens de Luís Ceará

O parceiro do Museu Esportivo de Maringá, Reginaldo Nunes Ferreira, em companhia do também parceiro Luiz Carlos Altoé, o Kaltoé, esteve no MEM, dia 8 de fevereiro de 2020 levando o DVD da luta de boxe entre Adilson Rodrigues, o Maguila, e o argentino Daniel Eduardo Guibaldo, o Dinamite, que ocorreu em Maring&aa

A história do futsal em Maringá - Zé Bolão

"Era proibido pisar em cima da bola, o juiz dava falta porque a bola murchava." (Zé Bolão, que foi goleiro e técnico de Valmar e outros times, tendo atuado na equipe de futebol do Mandaguari Esporte Clube). Assista no youtube o documentário "Histórias que a bola pesada contou" sobre os 50 anos do futsal de Maringá, do diretor Antonio Roberto de Paula, lançado em 2011. #museuesportivodemaringa #amigosdomuseuesportivo

1990

Depoimento de Antonio Roberto de Paula: "Carteirinha de 1990, de Luiz de Almeida Ribeiro, sócio do Grêmio de Esportes Maringá, número 1.388. Encontrei o Luiz ontem, no Brinco da Vila, batendo uma bola com seus amigos do Operário, da Operária e torcedores do Grêmio Maringá. Ele me deixou fotografar suas carteirinhas para provar que o seu amor pelo Galo Guerreiro não é de hoje."

“Quilômetros de papel e rios de tinta imprimem o futebol ao longo dos anos, atravessando gerações. Na era digital, as Imagens avançam pelos céus, rompem todas as fronteiras. As vozes do amor ao futebol ecoam pelo grande campo que é o mundo. Agora, em algum lugar, alguém chuta uma bola. A paixão mais documentada da história não para. O jogo nunca termina.”

(Antonio Roberto de Paula)

 Rua Pioneiro Domingos Salgueiro, 1415- sobreloja - Maringá - Paraná - Brasil

 (44) 99156-1957

Museu Esportivo © 2016 Todos os diretos reservados

Logo Ingá Digital