Últimas Publicações / Dirceu Oscar de Mattos

Dirceu Oscar de Mattos, presidente da Liga de Futebol de Maringá e árbitro, faleceu em 4 de setembro de 2017, aos 65 anos. 

Texto da Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Maringá - 29 de outubro de 2010

A Câmara de vereadores entregou nesta quinta-feira (28.10.2010), Título de Mérito Comunitário ao presidente da Liga Desportiva de Maringá, Dirceu Oscar de Mattos, que faz parte da equipe de assessores do prefeito Silvio Barros. A homenagem foi proposta pelo vereador Belino Bravin, pela dedicação pelo esporte amador de Maringá. Dirceu Oscar de Mattos recebeu o título e o brasão do município.
     Durante a solenidade, Dirceu Oscar de Mattos foi homenageado também por atletas e dirigentes do esporte amador de Maringá. “É um momento importante na minha vida, um reconhecimento ao trabalho pelo desenvolvimento do esporte amador de Maringá e também de municípios da região”, afirmou o homenageado.
     O vereador Belino Bravin ressaltou a dedicação de Dirceu Oscar de Mattos pelo esporte amador, que mobiliza milhares de atletas e fãs do futebol todos os finais de semana.
     O homenageado atuou como árbitro profissional por mais de 20 anos. Em 1991, foi homenageado pela Federação Paranaense de Futebol com o diploma de Cidadão Benemérito do Futebol Paranaense. Mattos foi gerente de futebol do Grêmio Maringá e atualmente preside a Liga Desportiva de Maringá. Ele também atuou na imprensa esportiva da cidade como colunista e comentarista de rádio e televisão. Hoje exerce a função de Gerente de Gestão na Prefeitura.
     Paulistano, Dirceu Oscar de Mattos iniciou a carreira de árbitro de futsal em 1977, e no ano seguinte como árbitro de futebol de campo na Liga Desportiva de Maringá. Em 1979 concluiu o curso de árbitros profissionais da Federação Paranaense de Futebol. No mesmo ano deu início a carreira com árbitro profissional que perdurou por duas décadas no futebol profissional.
     Entre 1980 e 1986 foi também presidente da Liga Desportiva de Maringá. Fez parte do quadro nacional de árbitros da Confederação Brasileira de Futebol – CBF entre 1982 e 1994, tendo a oportunidade de trabalhar em vários clássicos de times de elite, tradicionais do futebol brasileiro.
     No ano de 1998 assumiu a gerência de futebol do Grêmio Maringá, sendo Campeão da Copa Paraná, título que assegurou vaga na Copa Sul-Minas de 1999. Em 2007, reassumiu a presidência da Liga Desportiva de Maringá.
     Dirceu Oscar de Mattos fez história também na crônica esportiva de Maringá, assinando por uma década a coluna Amador em Destaque, no jornal O Diário. Durante cinco anos, entre 2001 e 2006 foi responsável pela coordenação e comentários de esportes da Rádio CBN de Maringá ( Sistema Globo de Rádio) e na TV Tibagi, filiada ao SBT. Também foi por duas vezes presidente da Sauna Samuara, cargo que ocupa atualmente.

 

Texto do apresentador Jorge Júnior: 

Morreu em Maringá, hoje, dia 04 de Setembro de 2017, o ex-árbitro da CBF, (Quadro nacional) Dirceu Oscar de Mattos. Dirceu atuou como árbitro profissional por mais de 20 anos. Em 1991, foi homenageado pela Federação Paranaense de Futebol com o diploma de Cidadão Benemérito do Futebol Paranaense. Mattos foi gerente de futebol do Grêmio Maringá e atualmente preside a Liga Desportiva de Maringá. Ele também atuou na imprensa esportiva da cidade como colunista e comentarista esportivo de rádio e televisão.

Paulistano, Dirceu Oscar de Mattos iniciou a carreira de árbitro de futsal em 1977, e no ano seguinte como árbitro de futebol de campo na Liga Desportiva de Maringá. Em 1979 concluiu o curso de árbitros profissionais da Federação Paranaense de Futebol. No mesmo ano deu início a carreira com árbitro profissional que perdurou por duas décadas no futebol profissional.

Entre 1980 e 1986 foi também presidente da Liga Desportiva de Maringá. Fez parte do quadro nacional de árbitros da CBF - Confederação Brasileira de Futebol entre 1982 e 1994, tendo a oportunidade de trabalhar em vários clássicos de times de elite, tradicionais do futebol brasileiro.
No ano de 1998 assumiu a gerência de futebol do Grêmio Maringá, sendo Campeão da Copa Paraná, título que assegurou vaga na Copa Sul-Minas de 1999. Em 2007, reassumiu a presidência da Liga Desportiva de Maringá.

Dirceu Oscar de Mattos fez história também na crônica esportiva de Maringá, assinando por uma década a coluna Amador em Destaque, no jornal O Diário. Durante cinco anos, entre 2001 e 2006 foi responsável pela coordenação e comentários de esportes da Rádio CBN de Maringá e na TV Tibagi, filiada ao SBT.

Recebeu em vida o Título de “Mérito Comunitário”, como presidente da Liga Desportiva de Maringá. A homenagem foi proposta pela dedicação ao esporte amador de Maringá. Dirceu Oscar de Mattos recebeu o título e o brasão do município. Durante a solenidade, foi homenageado também por atletas e dirigentes do esporte amador de Maringá. Dirceu Oscar de Mattos foi uma das pessoas mais importantes do esporte amador de Maringá e da região noroeste nos últimos 40 anos. Ele morreu aos 65 anos, em função de leocemia rara, descoberta a poucos mais de um ano e estava fazendo tratamento. A notícia da morte de Dirceu deixou a cidade de Maringá e milhares de dirigentes, atletas e fãs do futebol consternados.

Dirceu deixou uma marca de honestidade, alegria, companheirismo, amizade e amor as pessoas e ao esporte. Foi e será sempre um grande amigo da cidade e do futebol. Trabalhei com ele na Liga, no rádio, na TV e no futebol. Ele insistiu que eu fizesse o curso de árbitros em 1989 e queria que eu seguisse na carreira, sempre me incentivando e com muita alegria trabalhei como auxiliar dele em vários jogos no Country. Meu coração está apertado, estou triste, pois perdemos o melhor amigo, o melhor parceiro, o melhor dos melhores! Vá em paz, grande Dirceu… jamais serás esquecido por todos nós!!!

Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Enviar Comentário


Outras Publicações

Carlos Tévez - Los ricos de la pobreza

Por João Henrique Maia e Pedro Duarte - 

O homem que trocou o maior salário do pla

No Dia Internacional da Mulher, homenagem às meninas do basquete brasileiro, medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Atlanta, 1996

Em 1996, o basquete feminino brasileiro realizou uma de suas maiores façanhas em todos os tempos. Na 26ª edição dos Jogos Olímpicos, realizados em Atlanta, nos Estados Unidos, entre os dias 19 de julho e 04 de agosto de 1996. Nas Olimpíadas, a Seleção Brasileira, comandada pela geração de Hortência e Paula, conquistou a inédita medalha de prata, após ser superada na decisão pelos Estados Unidos por

Nelson Conchon doa camisas, faixas e fotografias da década de 1980

Relíquias que contam a história do time da Peixaria Lagomar e da Retificadora Yokoyama foram entregues ao diretor do MEM, Antonio Roberto de Paula, com a presença do parceiro do Museu Esportivo, José Jaime Silvestre.

No dia 1º de fevereiro de 2020, o amigo Nelson Conchon, canhoto raçudo e habilidoso do futebol amador de Maringá nos anos 1970, 80 e 90 esteve no Museu Esportivo para doar camisas da equipe da Peixaria Lagomar e faixas de c

Time do Tiro de Guerra de Maringá, 1976, no Ginásio de Esportes Chico Neto, ano em que aquela praça esportiva foi inaugurada.

“Quilômetros de papel e rios de tinta imprimem o futebol ao longo dos anos, atravessando gerações. Na era digital, as Imagens avançam pelos céus, rompem todas as fronteiras. As vozes do amor ao futebol ecoam pelo grande campo que é o mundo. Agora, em algum lugar, alguém chuta uma bola. A paixão mais documentada da história não para. O jogo nunca termina.”

(Antonio Roberto de Paula)

 Rua Pioneiro Domingos Salgueiro, 1415- sobreloja - Maringá - Paraná - Brasil

 (44) 99156-1957

Museu Esportivo © 2016 Todos os diretos reservados

Logo Ingá Digital