Últimas Publicações / Atletas consagrados visitam Museu Esportivo de Maringá

O acervo conta com camisas, troféus, medalhas, flâmulas, canecas, quadros, revistas, jornais, além de outros adereços da década de 40 aos dias atuais

  Grandes nomes do esporte brasileiro visitaram o Museu Esportivo de Maringá (MEM) na tarde desta segunda-feira (4). Dentre eles, o campeão olímpico de vôlei de praia Emanuel, o ex-maratonista Vanderlei Cordeiro de Lima, além do ex-jogador de futebol, defensor da seleção do Japão em duas copas do mundo e que, atualmente, mantém um instituto com o seu nome em Maringá, Alex Santos.

   Eles puderam ver de perto as mais de mil peças cuidadosamente guardadas num espaço de 200 metros quadrados. São camisas, troféus, medalhas, flâmulas, canecas, quadros, revistas, jornais, além de outros adereços da década de 40 aos dias atuais – objetos de equipes amadoras e profissionais – a grande maioria doada por colecionadores, esportistas ou familiares. “Sou um apaixonado por esporte e ver um local como este, que preserva a história de tudo o que acontece aqui na cidade, mostra os cuidados com os valores esportivos. Nessas fotos estão pessoas que viveram momentos diferentes, quando ainda se vestia a camisa por amor. Isso mostra de onde a gente veio e pra onde a gente vai”, parabenizou Emanuel, que defendeu as cores do Brasil em cinco Olimpíadas.

    O ex-jogador de futebol, Alex Santos, também se identificou muito com o acervo, inclusive reconheceu em algumas imagens o pai “Wilsinho Capeta”, campeão paranaense pelo Grêmio Maringá em 1977. “Aqui está guardada a história do esporte de nossa cidade. Fico muito feliz pela iniciativa, inclusive me comprometi a trazer uma camisa. A história é pra ser contada, pra ser vista e não é qualquer cidade que tem uma história vitoriosa como Maringá”, enfatizou o recém-aposentado atleta, que carrega no currículo mais de 10 títulos, dentre eles a Copa da Ásia de 2004.  

   E as festividades continuam. Durante a noite, às 19 horas, os esportistas participam do Prêmio ACIM Esportes no Teatro Calil Haddad. 'A presença de ilustres personalidades do esporte no MEM é uma grande honra para todos nós, para os amigos que tornaram possível a montagem deste espaço histórico. Um dia muito importante porque fizemos um registro histórico da presença desses atletas no Museu. Agradecemos também a ACIM pela parceria que contribui imensamente para a divulgação do Museu”, comentou o diretor do museu, Antônio Roberto de Paula, ressaltando o patrocínio da concessionária de rodovias VIAPAR.

 

   SERVIÇO - O museu está localizado na rua Pioneiro Domingos Salgueiro, 1415, Jardim Guaporé, esquina com a avenida Carlos Borges. Ele fica aberto de terça a sexta-feira, das 14 às 18 horas e, no sábado, das 9 às 12 horas. Mais informações no site www.museuesportivo.com.br. As visitas podem ser agendadas pelo telefone (44) 3029-9674. A entrada é gratuita.

-----------------------------------

Créditos:

Texto: Agência Movie

Fotos: Museu Esportivo de Maringá

Galeria de Fotos

Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Enviar Comentário


Outras Publicações

Tatá Cabral faz o convite: "Visite o Museu Esportivo de Maringá"

Tata Cabral, editor-chefe do jornal maringaense Jornal do Povo, esteve no Museu Esportivo de Maringá e gravou depoimento fazendo um convite para que a população conheça este espaço da memória esportiva. O MEM, que inaugurou sua sede própria em 30 de outubro de 2017, conta com mais de 1.500 peças entre fotografias, camisas, flâmulas, faixas, troféus, medalhas, chaveiros, canecas e farto material impresso. Cronista esportivo,

Parabéns, Liga de Futsal de Maringá, comemorando 50 anos, parceira do Museu Esportivo de Maringá

A Liga de Futsal de Maringá foi fundada no dia 14 de maio de 1971. 

Hulda Ramos doa livros de sua autoria ao MEM

A escritora, compositora e jornalista Hulda Ramos, membro da Academia de Letras de Maringá, doou ao Museu Esportivo de Maringá quatro livros de sua autoria: “Rumo ao sul: histórias vividas no norte e noroeste do Paraná”, de 2001; “Suplício da saudade”, romance de 2003; “Vozes da terra”, poesia de 2015; e “Veredas abertas”, contos de 2015. O MEM já contava em sua biblioteca com outro livro seu: “O a

Tapejara Atlético Clube - 1988

Enviada pelo amigo do MEM, Valmir Faria, que fez o texto: "Esse é o Tapejara Atlético Clube, o TAC, que em 1988, conquistou o título de campeão amador da Liga de Cianorte. O jogo foi no dia 22 de junho, no Estádio Municipal Olímpico Albino Turbay, em Cianorte. O Tapejara sagrou-se campeão vencendo o forte time do Japurá por 2 a 1, com gols marcados pelo centroavante Bolinha e pelo zagueiro Cidão. Lebrão marcou para o J

 Rua Pioneiro Domingos Salgueiro, 1415- sobreloja - Maringá - Paraná - Brasil

 (44) 99156-1957

Museu Esportivo © 2016 Todos os diretos reservados

Logo Ingá Digital