Últimas Publicações / Luiz Fabretti

O jornlista Luiz Fabretti, apresentador de TV, atuava na TV Maringá-Band, faleceu no dia 9 de março de 2017, aos 51 anos, vítima de um câncer no fígado. Apaixonado por futebol, começou sua carreira no rádio esportivo, atuando como sonoplasta, se tornando repórter e depois migrando para a televisão, tendo se formado em Comunicação Social na Faculdade Maringá. Amigo de longa data do diretor do Museu Esportivo de Maringá, Antonio Roberto de Paula, Fabretti foi um dos grandes apoiadores do nosso projeto de resgate e preservação da memória esportiva, sempre divulgando nossas atividades e promoções. Nos anos 1990 e 2000, era ele quem tratava amistosos do time da imprensa de Maringá e também jogava. Em 2009, ele e De Paula produziram o videodocumentário 'As Lentes de Kenji', sobre o fotógrafo pioneiro de Maringá, Kenji Ueta, que faleceu em 2020. Além do trabalho na Band, Fabretti estava escrevendo uma coluna política no Hoje, jornal já extinto, em 2017, ano em que faleceu.    

 

Release da Prefeitura de Maringá, de 9 de fevereiro de 2009 sobre 'As Lentes de Kenji':

Os jornalistas e produtores do video documentário “As lentes de Kenji”, Antônio Roberto de Paula e Luiz Fabretti visitaram a Prefeitura de Maringá nesta segunda-feira (9) e entregam cópias do trabalho ao Chefe de Gabinete Ulisses Maia. A Prefeitura apóia o trabalho dos jornalistas e irá adquirir 50 cópias que serão distribuídos para as escolas da rede municipal de ensino.
      “As lentes de Kenji” foi lançado e apresentado à população maringaense no dia 16 de dezembro de 2008, no Plenário da Câmara, com a presença de mais de 250 pessoas.
      Com apoio cultural da Sanepar, Amusep e UEM, o video documentário homenageia o fotógrafo Kenji Ueta, 81 anos, que chegou ao Paraná em 1951, se fixando em Maringá. O vídeo documentário narra a saga de Kenji e sua família desde o Japão, a viagem no Navio Santos Maru, a vinda ao Brasil, em 1933, o trabalho nas fazendas paulistas, o início da carreira como fotógrafo junto com os irmãos e a chegada em Maringá, quando a cidade ainda dava os primeiros passos.

Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Enviar Comentário


Outras Publicações

MEM recebe almanaques do Jabaquara e do Goiânia

O Museu Esportivo de Maringá recebeu dois almanaques enviados pelo historiador Julio Bovi Diogo, morador em Santos-SP e nosso amigo no grupo do facebook Amigos do Museu Esportivo: Almanaque do Goiânia Esporte Clube, produzido e publicado pelo Julio, e o Almanaque do Leão da Caneleira, o Jabaquara Atlético Clube, trabalho do Julio e de Rodolfo Pedro Stella Jr., também nosso amigo no MEM. Agradecemos a gentileza. A partir de agora, a biblioteca do MEM tamb&eacu

Esporte Clube Operário Maringá 1968

Equipe do Esporte Clube Operário, de Maringá, 1968, que disputou a Taça Paraná daquele ano. Foto enviada pelo amigo do Museu Esportivo de Maringá, Luiz Antonio Capelato, que atuava naquela equipe. A escalação: Valdinei, Édson, João Paulo, Velson, Toniquinho, Hélio Pelosi e Iracy Mochi (presidente);.
agachados: massagista Bebê Johnson, Capelato, Tião, Pudim, Léo de Paula e Sapit

Praça esportiva "Meu Campinho" terá nome de Custódio André Neto, o Jacaré

Salve, salve Jacaré! Eternamente em nossos corações! 
Os amigos do Museu Esportivo estiveram na Câmara Municipal, no dia 8 de agosto de 2019, acompanhando a votação e aprovação do projeto de lei denominando Custódio André Neto, Jacaré, o "Meu Campinho" localizado na avenida Joaquim Duarte Moleirinho. O projeto de homenagem ao saudoso amigo Custódio é de autoria dos vereadores M&aacu

Dia 18 de junho de 2014, seis anos da morte de Américo da Silva Dias, o Ameriquinho, o Português, um dos grandes nomes da história do futsal de Maringá, pivô dos mais inteligentes. Nascido em 19 de abril de 1957, Américo faleceu aos 57 anos, está sepultado no Cemitério Municipal de Maringá. A data foi lembrada pelo amigo do MEM, o Pitico, amigo de infância do Português. Na foto dos anos 70, Pitico e Américo.

“Quilômetros de papel e rios de tinta imprimem o futebol ao longo dos anos, atravessando gerações. Na era digital, as Imagens avançam pelos céus, rompem todas as fronteiras. As vozes do amor ao futebol ecoam pelo grande campo que é o mundo. Agora, em algum lugar, alguém chuta uma bola. A paixão mais documentada da história não para. O jogo nunca termina.”

(Antonio Roberto de Paula)

 Rua Pioneiro Domingos Salgueiro, 1415- sobreloja - Maringá - Paraná - Brasil

 (44) 99156-1957

Museu Esportivo © 2016 Todos os diretos reservados

Logo Ingá Digital