Últimas Publicações / Camisa da Escolinha Marco Aurélio, assinada por Jairzinho, doada pela família Bergantini ao MEM

No dia 4 de janeiro de 2020, Marco Aurélio Saldanha Rocha, que foi goleiro do Flamengo, Athletico Paranaense e Bahia, esteve no Museu Esportivo de Maringá quando encontrou Carlos Henrique Bergantini, aluno da Escolinha Marco Aurélio nos anos 1990. A escolinha, localizada em Maringá, era dirigida por Marco Aurélio, que posteriormente foi trabalhar na Paraná Esportes, órgão do governo do estado, e na secretaria de esportes de Maringá.

O encontro com Carlos Henrique, que estava acompanhado do pai Carlos Bergantini, parceiro do Museu Esportivo, emocionou Marco Aurélio, ainda mais porque foi doada ao MEM uma camisa da Escolinha Marco Aurélio, que pertenceu a Carlos Henrique, autografada por Jairzinho, o Furacão da Copa de 1970. Pedimos ao goleiro que também assinasse a peça.

No final da década de 1990, Jairzinho, amigo pessoal de Marco Aurélio, rivais dentro de campo porque o atacante atuava no Botafogo e Marco Aurélio no Flamengo, esteve em Maringá prestigiando o empreendimento do consagrado goleiro quando posou para fotos, distribuiu autógrafos e falou sobre sua vitoriosa carreira.

Agora, o Museu Esportivo de Maringá tem em seu acervo uma relíquia da cidade assinada por um dos grandes jogadores da história do futebol mundial. Agradecemos à família Bergantini pela doação e parabenizamos o Marco Aurélio pela brilhante carreira e pelo trabalho sério e competente que realizou nas categorias de base em Maringá.

(Foto dos anos 90: Neusa, esposa do Marco Aurélio, Dirceu Oscar de Matos, atrás, Marco Aurélio, Jairzinho e Marco Antônio, irmão gêmeo de Marco Aurélio)

#museuesportivodemaringa #amigosdomuseuesportivo

Galeria de Fotos

Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Enviar Comentário


Outras Publicações

Hulda Ramos doa livros de sua autoria ao MEM

A escritora, compositora e jornalista Hulda Ramos, membro da Academia de Letras de Maringá, doou ao Museu Esportivo de Maringá quatro livros de sua autoria: “Rumo ao sul: histórias vividas no norte e noroeste do Paraná”, de 2001; “Suplício da saudade”, romance de 2003; “Vozes da terra”, poesia de 2015; e “Veredas abertas”, contos de 2015. O MEM já contava em sua biblioteca com outro livro seu: “O a

Venha visitar o Museu Esportivo de Maringá

Antônio Eduardo Branco, presidente do Conselho Regional de Educação Física do Paraná, esteve no Museu Esportivo de Maringá e gravou um vídeo institucional fazendo um convite para as pessoas visitarem este espaço da memória esportiva da cidade e do Estado. Branco, que foi atleta de vôlei na juventude, representando a Cidade Canção em Jogos Abertos do Paraná, morou em Maringá e se emocionou ao ver o

Uma camisa do F. C. do Porto de 60 anos

Na noite do último dia 20 de junho, o amigo Alberto Paco, meu confrade na Academia de Letras de Maringá, esteve no Museu Esportivo de Maringá participando do primeiro sarau que promovemos neste espaço de memóriado esporte e da história da cidade. 
No ano passado, o Paco

Jogadores históricos do Flamengo no MEM

Jogadores históricos do Flamengo no MEMNo dia 9 de novembro de 2019, o Museu Esportivo Maringá recebeu a visita de jogadores históricos do Flamengo: Andrade, Rondinelli, Renato e Jean. No dia seguinte eles tinha um amistoso marcado contra o Esporte Clube Operário, da Vila Operária, no estádio Willie Davids, com a renda revertida para a AMA - Associação dos Autistas de Maringá. Agradecimentos ao presidente do Operário, Ort&i

“Quilômetros de papel e rios de tinta imprimem o futebol ao longo dos anos, atravessando gerações. Na era digital, as Imagens avançam pelos céus, rompem todas as fronteiras. As vozes do amor ao futebol ecoam pelo grande campo que é o mundo. Agora, em algum lugar, alguém chuta uma bola. A paixão mais documentada da história não para. O jogo nunca termina.”

(Antonio Roberto de Paula)

 Rua Pioneiro Domingos Salgueiro, 1415- sobreloja

 (44) 3029-9674

Museu Esportivo © 2016 Todos os diretos reservados

Logo Ingá Digital